Inventando Moda
— 26 de setembro de 2013 — ÍCONE FASHION, IRIS APFEL

IRIS APFEL

 

92 anos, esbanjando alegria e com estilo para dar e vender! Não foi a toa que ela se transformou em um ícone fashion, isso sem jamais ter sido estilista, modelo ou editora de moda. De muitas lições, uma tirou no final da década de 1920, que influenciou o restante de sua vida: “Vivi a época da Grande Depressão nos Estados Unidos, não tínhamos muita coisa. Minha mãe me ensinou que de um vestido preto se faz 15 roupas diferentes, se souber usar os acessórios. Se tiver imaginação, dá para fazer muita coisa, fica personalizado, diferente e ainda ajuda a economizar dinheiro”, contou. A preferência por roupas “arquitetônicas”, que permitam que ela mesma as embeleze, permanece até hoje.” Uma inspiração!!! Gente, falo da Iris Apfel que é uma decoradora nova-iorquina e esteve no Brasil a convite da marca Swarovski. Durante a passagem pelo país, Apfel compartilhou um pouco da visão que tem do mundo, por trás de seus gigantescos óculos redondos e 10 de suas frases ficaram registradas.

ase

#1. “Todo mundo tem que começar de alguma forma, eu comecei no WWD como uma copy girl. Ser uma copy girl significava pegar papéis nas impressoras e ir levando de um editor para o outro. Apesar de ganhar 15 dólares semanais, eu amava o que fazia, mas tive que sair quando percebi que as pessoas cujas posições eu poderia vir a ocupar eram muito velhas para engravidar ou muito novas para morrer”.

#2. “Quando o MET me chamou para criar uma exposição ['Rara Avis', em 2005] eu pensei: ‘Vai ser fácil eu só preciso colocar umas peças que eu gosto numa vitrine’. Mas aí eles sugeriram de mostrar como usava cada acessório em diferentes épocas da minha vida. No final das contas, saíam uns três caminhões de roupa todos os dias da minha casa. Fora que havia várias cláusulas sobre ganhar uma exposição no MET, uma delas era já ter morrido, mas como vocês podem perceber, essa foi eliminada”.

Iris 3

#3. “Me falaram que eu ia encontrar apenas coisas made in China no Brasil, mas fui a feiras maravilhosas, que mantêm viva a cultura daqui. Comprei algumas coisas e confesso que se a alfândega deixar, eu vou levar muitas coisas para casa e até mesmo pendurá-las em mim”.

#4. “Adorei dois lugares no Brasil: o primeiro foi o Museu Afro Brasil, adorei saber que tem um lugar que mostra como a cultura africana colaborou com o país, há peças belíssimas, eu aconselho todo mundo a ir lá. O segundo foi um lugar com grafites dos dois lados [disse se referindo ao Beco do Batman, na Vila Madalena], que parece um sanatório. Eu amei”.

#5. “Se aposentar é pior que morrer. Há tantas coisas esperando para ser feitas no mundo”.

Iris

#6. “Uma peça que eu jamais usaria? O biquíni, of course!”.

#7. “Uma dica para uma boa mala: leve metade das roupas e o dobro de dinheiro. Eu faço péssimas malas. Por exemplo, trouxe essa coisa [se referindo a uma enorme estola lararanja que usava] e não trouxe uma capa de chuva”.

#8. “O conceito de elegância não mudou com o passar do tempo. Ele foi jogado pela janela”.

Iris Apfel

#9. “Há necessidade de se ter artistas, pelo simples fato de que se eles não existirem, as pessoas murcham e morrem sem a arte”.

#10. “Aprendi com a minha mãe que se você tiver um único vestido preto e os acessórios certos, você pode ter 50 vestidos diferentes”

Uma lição de vida, além de ser uma fooooofa!!!! Sou fã!!!!!

Bjs bjs bjssss.

Contador de Visitas Gratis
por Camilla Marins


  1. sabrina vieira
    26 de setembro de 2013 às 19:27

    essas mulheres estao velhas mas nem parece ,com tanta moda ate confunde com modelo de verdade.

  2. sabrina vieira
    26 de setembro de 2013 às 19:34

    ate confunde com modelo de verdade.

  3. sabrina vieira
    26 de setembro de 2013 às 19:34

    lindas simplesmente modelo de verdade.



Deixe um comentário!






Inventando Moda
por Camilla Marins
Arquivo do blog